Logo de II ConER

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Entendi

Informe as credenciais

Fechar janela

Ainda não possuo cadastro

Esqueci minha senha

Anais do Evento

Download do arquivo PDF dos Anais do II Congresso de Energias Renováveis

BIOMASSA

POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE BIOGÁS A PARTIR DE ESTERCO DE DIFERENTES ANIMAIS DE INTERESSE ZOOTÉCNICO

Elves Vieira Carneiro1, Iasmim Leite dos Santos1, Ismael dos Santos Cabral1, Dara Maria Silva de Souza1, Isabela Araújo Melo1, Edna Mendes Fortes1

1Universidade Federal do Maranhão - Centro de Ciências Agrárias e Ambientais.
E-mail: ismaelcabral0206@gmail.com
O aproveitamento de resíduos das atividades agropecuárias, principalmente daqueles provenientes da criação de animais domésticos, tem apresentado potencial para a produção de bioenergia, em decorrência do aumento do rebanho brasileiro e consequentemente da produção de esterco, o qual não possui um destino final adequado podendo causar contaminação ao meio ambiente, a partir disso, objetivou avaliar a produção de biogás a partir de estercos de diferentes espécies de animais de interesse zootécnico. Foram utilizados 15 protótipos de biodigestores experimentais em batelada, cada um com 25 litros (L) de capacidade total, que foram abastecidos em 60% de suas capacidades, 15 L, com estercos de bovinos, equinos e ovinos. Foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos e cinco repetições, para avaliar as variáveis: temperatura (°C), pH e produção de biogás (m³). Não houve efeito significativo no Teste Tukey a 5% de significância entre os tratamentos para as variáveis analisadas, 29,087 °C, 6,94 e 0,0015 m³, respectivos valores médios. A produção média dos tratamentos foram: esterco bovino (0,0010 m³), ovino (0,0014 m³) e equino (0,0021 m³). Todavia os estercos de bovino, equino e ovino, apresentaram condições favoráveis para a produção de biogás, demonstrando eficiência no processo de digestão anaeróbica.

Palavras-chave: biodigestor anaeróbico, biomassa, dejetos de animais.

Agradecimentos: Os autores agradecem ao GETSA, UFMA, CNPq


Pesquisa por resumos apresentados

Pode-se escolher por um ou mais filtros de pesquisa