Logo de II ConER

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Entendi

Informe as credenciais

Fechar janela

Ainda não possuo cadastro

Esqueci minha senha

Anais do Evento

Download do arquivo PDF dos Anais do II Congresso de Energias Renováveis

BIOMASSA

Análise quali-quantitativa do cultivo da microalga scenedesmus sp em efluente de ETE

Fábio Araújo de Oliveira1, Brigida Miola Rocha1, Flávia Araújo Gonçalves1, Danilo Cavalcante da Silva2

1Universidade de Fortaleza, 2Universidade federal do Ceará
E-mail: fabio.re@edu.unifor.br
A possível escassez de recursos hídricos e também de combustíveis fósseis faz com que cada vez mais sejam desenvolvidas técnicas para produção de energia. Em paralelo a essas duas problemáticas tem-se as microalgas, que podem tanto reciclar águas de estação de tratamento quanto, no processo, produzir metano para geração de energia, oxigênio e biodiesel através da biomassa microalgal. Nesse estudo foi avaliado a taxa de crescimento da microalga Scenedesmus sp. água de estação de tratamento de efluente e água doce. A Scenedesmus sp. apresentou uma taxa de crescimento de 191% no cultivo na água da lagoa, e 339% no cultivo da ETE que apresentou grande carga de ortofosfato e nitrato presente no meio. Ao final, foi avaliado que o cultivo em ETE foi mais benéfico para o cultivo da microalga, trazendo uma coloração mais esverdeada que cultivo na lagoa e uma maior produção de massa microalgal.

Palavras-chave: microalgas, biomassa, efluentes, scenedesmus sp.

Agradecimentos: À professora Brigida minha orientadora que me guiou nesse universo acadêmico, à professora Flavia que me ajudou com a bibliografia e a Unifor por ter proporcionado esse trabalho como IC


Pesquisa por resumos apresentados

Pode-se escolher por um ou mais filtros de pesquisa